- por breakdengue

Una aplicación móvil que permite reportar criaderos de dengue en Costa Rica, mejor app del mundo

Em 2013, a Costa Rica registrou o maior índice de casos de dengue de sua história, com 49.993 infectados. No entanto, em 2012, o número de casos foi alto demais, o que levou a empresa nacional Geotecnologías, dedicada ao desenvolvimento, suporte, instalação, treinamento e implementação de sistemas de informação geográfica e GPS, a criar o aplicativo “Reporte criaderos dengue” (Denuncie focos da dengue).

dengue_app1

Imagem: Geotecnologías


“O Ministério da saúde estava muito preocupado com isso. Nós tínhamos tudo o que precisávamos para contribuir com a nossa parte, então decidimos criar um aplicativo para que o Ministério pudesse centralizar denúncias de focos da dengue e, no futuro, usar esses dados para planejar onde fazer a pulverização, as campanhas etc.”, explica Sebastián Damazzio, da empresa Geotecnologías.
O aplicativo inclui quatro módulos diferentes. O mais importante é o que serve para denunciar focos da dengue. O usuário pode localizar no mapa (de satélite, topográfico ou rodoviário) onde está o foco da dengue, sinalizando o local com uma cruz vermelha. Isso serve para coletar diversos dados, como qual o tipo de foco ou quando ele foi detectado. Também é possível adicionar uma breve descrição e publicar uma foto.
Além deste módulo, há também um módulo de prevenção com informações sobre como evitar situações que trazem riscos de infecção pelo mosquito transmissor da doença. Nos dois outros módulos, são disponibilizadas informações sobre o Ministério da Saúde, a empresa criadora do aplicativo e também sobre a dengue.
dengue_app2

Imagem: Geotecnologías


O aplicativo “Reporte criaderos dengue” (Denuncie focos da dengue) foi eleito em 25 de junho o “Melhor aplicativo do mundo” pelo NJTC (Conselho de Tecnologia de Nova Jersey) e pela Universidade de Princeton, durante o evento “Forum App”. “Foi muito gratificante ter recebido o prêmio e saber que ele concedido a um aplicativo que criamos com uma visão social”, diz Damazzio, acrescentando que, até então, nem mesmo os próprios criadores do aplicativo tinham noção da “dimensão da importância deste aplicativo”.
O aplicativo foi criado com o objetivo de apoiar a luta contra a dengue, capacitando o cidadão e o Ministério da Saúde no combate à dengue, como a própria empresa define. Para Damazzio, o mais importante de tudo isso “é saber que a tecnologia é uma ferramenta muito boa e importante na luta contra a dengue. Ou seja, conscientizar as pessoas de que a tecnologia existe, ela é útil e vamos continuar na mesma linha”.
Uma inspiração para outros países e outras doenças
Em 2013, a iniciativa foi incluída como plano piloto na campanha de pulverização regional realizada pelo Ministério da Saúde da Costa Rica. De acordo com os dados fornecidos pelo Ministério, o número de casos de dengue no país diminuiu em 74% até agora em 2014, em comparação com o mesmo período do ano passado.
A ideia da empresa é continuar trabalhando com o Ministério no combate à dengue. “E também para combater o vírus chikungunya, que é outra doença que também causa muitos prejuízos aqui e parece estar aumentando”, diz Damazzio. Este aplicativo pode servir para o chikungunya, a malária, a dengue… para todas as doenças, para que seja possível detectar onde estão os focos de infecção”, acrescenta.
Embora atualmente não esteja em contato com outras empresas ou organizações, a Geotecnologías reconhece que a experiência pode servir de referência para outros países com o mesmo tipo de necessidade e sofrimento.